domingo, 24 de fevereiro de 2008

E geladas, deitadas em cobertores finos como folhas de papel, a única coisa que as aquecia era o amor.

1 comentário:

Leonor Branco disse...

O amor parece um herói, um gladiador de outros tempos que por nós e com ele lutamos ou então nos aquece de um Inverno sem piedade. No entanto, ele e um conceito abstracto. Um monte de ligações o mais singelas possíveis. Vamos tornar o Amor um ser Sophi Duarte?